O TREM QUE TROUXE SACIRELLA…

Tempo de leitura: 1 minuto

0 Flares 0 Flares ×

Aos 18 anos todos nós estamos na expetativa de grandes mudanças. Com ela não era diferente, fazia planos, tomava decisões planejadas por uma vida inteira.

Ela fazia bem o papel do esteriótipo, classe média, filha única, rebelde sem calça, relacionamento falido e questionável. Bem, até aquele dia…

Ela nem fazia ideia das mudanças que aquele dia trariam para sua vidinha, em seus planos carreira, poder, sucesso.

Era final de Dezembro, árvore de natal na sala com pisca-pisca branco estava acesso mesmo ao meio-dia. Ela não apagou.

Não se lembrava bem da noite anterior, mas sabia que não tinha sido uma das melhores nesses 18 anos.

Alguma coisa ruim entre o namorado, a mãe e uma sensação sufocante.

Ao se lembrar, a sensação voltou, sufocante e esmagadora.

Abriu o portão e saiu, sem rumo, sem direção, sem ar, sem saber muito o que estava fazendo.

Ela sempre gostou de andar de trem sozinha para pensar. Com os pensamentos confusos, ela seguiu em direção a estação.

tumblr_lj2adhukbi1qb0c3eo1_500_large

Ela era um caos, coração acelerado, cabeça girando, um passo depois do outro, o trem passou.

Escuro.

Quando ela acordou, já não era Ela. Nascia Sacirella.

A garota que perdeu uma perna e ganhou uma nova vida.


Este texto compõe uma série de crônicas que contam a história de Sacirrella, uma personagem de ficção que vive situações baseadas em acontecimentos da vida da autora.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *