EI, QUAIS SONHOS ESTÃO PENDURADOS NO SEU CRACHÁ? E QUAL É O PREÇO DELES?

Tempo de leitura: 5 minutos

0 Flares 0 Flares ×

Oie, Oie, oie…

Tenho uma pergunta para você.

Quais sonhos estão pendurados no seu crachá?

Já parou para pensar sobre isso? Eu parei.

Semana passada fui almoçar em um shopping que é próximo de grandes empresas, foi uma péssima ideia, os restaurantes lotados, sem lugar para sentar, praça de alimentação com aquele zumbido de várias pessoas conversando ao mesmo tempo.

Então, eu comecei a observar aquelas pessoas, prestar a atenção no assunto em que estavam conversando, suas roupas, o que comiam. E conclui, eu definitivamente não faço mais parte dessa grupo.


POR QUE? EU TE EXPLICO.

Três anos atrás eu estava lá, almoçando em shoppings, usando aquelas mesma roupas e tendo aquelas conversas.

Ah é claro, sem esquecer de um elemento super importante. Meu crachá.

Estava o tempo todo no meu pescoço, eu adorava exibi-lo, mostrar a empresa que eu trabalhava, comparar com a marca no crachá dos outros e pensar: “Minha empresa é bem melhor que essa”.

Eu adorava meu trabalho de verdade, adorava o ambiente, o clima, as baias, o telefone em ramais, a hierarquia, tudo.

Quando mudei de emprego, foi doloroso para mim deixar aquele lugar, devolver o meu crachá foi um momento difícil, afinal era meu acessório indispensável. Eu não poderia mais comparar a minha empresa com a dos outros.

Só não tinha consciência de um pequeno detalhe. A empresa não era minha.

E eu só me dei conta de quão equivocado era meu pensamento na semana passada, observando a turma do crachá no shopping.

Todos eles vivendo um dia após o outro para tornar realidade o sonho de uma outra pessoa.

Semeando suas melhores idéias no terreno alheio e regando  uma plantação que outro vai colher.

Será  que aquelas pessoas estão felizes? Será que estão fazendo o que poderiam fazer de melhor na vida?

Acho que não.

Se fosse o caso, naquela hora de almoço o assunto das conversas não seria o péssimo ambiente de trabalho, cada um falando de “sua empresa”, mas o resultado era o mesmo.

  • INSATISFAÇÃO
  • FRUSTRAÇÃO

Por vezes a culpa era do gerente ou do diretor, outras de um colega, outras dos tantos problemas pessoais que impediam de se dedicar ao trabalho.

Era uma reunião de pessoas que odeiam segunda-feira e não vêem a hora de dar 17h.

Isso é horrível.

Como mudar isso? Vamos incentivar todos a pedir demissão e abrir suas empresas?

Calma, não é por aí.


LIBERTE-SE DA CARTEIRA DE TRABALHO

Creditos da imagem: Geração de Valor
Créditos da imagem: Geração de Valor

“Ah tá, quem vê pensa que é fácil correr atrás de sonhos em tempos de crise, quem tem um emprego tem que segurar.” “Além disso, se todo mundo abrir uma empresa quem é que vai trabalhar nessas empresas”

Ai Ana, quanta utopia heim. Calma, não acho que o problema seja você trabalhar para outra pessoa, o problema é você odiar o seu trabalho e não fazer nada a respeito disso.

Eu, por exemplo, ainda não cheguei no trabalho dos meus sonhos, continuo usando um crachá, mas sei exatamente o que quero fazer pelo resto da minha vida. E a cada dia dou um passo em direção a isso.

Para mim a segunda-feira não é um pesadelo, e também não espero ansiosa as 17h.

Meu trabalho me faz feliz e também me aproxima dos meus sonhos.

Só que muita gente ainda vive aprisionado.

Conheço vários gerentes de grandes empresas que são apaixonados por fotografia, culinária ou educação infantil e continuam sentados atrás de um computador trabalhando com algo que detestam.

Aprenda. Registro em carteira não te dá nada além de um valor fixo com um monte de descontos, particularmente não consigo mais viver sem expectativa e trabalhar só por obrigação e dinheiro (limitado).

Esqueça essa cultura de arrumar um emprego com carteira assinada em uma grande empresa, ficar lá a vida toda e se aposentar.

LIBERTE-SE DA CARTEIRA DE TRABALHO. QUEBRE O TETO.

Descubra o que você ama e comece a fazer agora.


QUAIS SONHOS VOCÊ TEM?

0-blog-01

Há tantos sonhos pendurados nos crachás de milhares de pessoas por aí.

Sonhos que poderiam fazer a diferença para muita gente, sonhos que gerariam empregos para pessoas que também acreditam nesses sonhos.

Sim, claro que podemos trabalhar para outras pessoas, não precisamos ser todos empreendedores, mas precisamos ser todos bem sucedidos. E o sucesso começa quando você faz o que ama e acredita, independente do lugar que esteja.

Pergunte-se o que você faz de melhor e que diferença você pode fazer no mundo.

Tem um monte de gente que pode ser beneficiada pela realização do seu sonho, a começar por você.

Certa vez escrevi uma frase que hoje é a assinatura dos meus e-mails, pegue ela para você também.

“Quando você realiza um sonho, você muda o mundo”

                                                                      Ana Kelly Melo

Se o trabalho que você exerce hoje te dá orgulho, que bom, você não faz parte da turma que mencionei acima.

Agora se você está deixando de fazer o que ama apenas para ganhar dinheiro. Eu tenho mais uma pergunta.

QUANTO VOCÊ GANHA PARA DESISTIR DOS SEUS SONHOS TODOS OS DIAS?


Gostou? Então compartilhe. E não esqueça de deixar seu e-mail abaixo para receber todos os conteúdos. Junte-se aos mais de 30 mil leitores do BlogAnaK.

4 Comentários

  1. Ana Carolina Dias e Silva

    Eu trabalho em uma creche do meu município, ou seja, sou funcionária pública. O meu salário está muito longe de ser o ideal mas me orgulho todo dia por estar lá, porque eu simplesmente amo! E isso faz uma bruta diferença.

    Responder
    1. Ana K.

      É exatamente amor que faz a diferença. O dinheiro deve ser apenas um detalhe.

      Responder
  2. Bruna

    Ana, acordei angustiada hoje pensando justamente nos sonhos que deixei para trás por conta do meu trabalho, ao longo do tempo. Aí abro a internet e me deparo com esse seu texto… Parece que foi escrito para mim! e ao terminar a leitura eu respondo a mim mesma, os meus sonhos não tem preço! Obrigada por me fazer abrir os olhos! bjs =*

    Responder
    1. Ana K.

      Bruna,
      Nos encontramos no momento certo. Você não imagina como esse comentário me devolveu a energia. Muito Obrigada por vir aqui. Fiquei muito feliz por ler suas palavras. Sempre priorize seus sonhos. Beijos.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *